A DEFESA DOS DIREITOS HUMANOS PELA IGREJA METODISTA DURANTE A DITADURA URUGUAIA

Stefanía Yapor, Lilián Hernández, Dora González

Resumo


Este texto resume os principais achados da investigação “La defensa de los Derechos Humanos por la Iglesia Metodista Uruguaya (IMU) durante la Dictadura uruguaya”, (1960-70). Neste período os metodistas tiveram um forte compromisso com a defesa dos Diretos Humanos opondo-se ao regime ditatorial, dando tanto apoio emocional como financeiro (dinheiro, alimentos e roupas) quanto suporte para que os presos políticos e seus familiares pudessem sair do país. A associação com diferentes embaixadas proporcionou respaldo político e recursos. Esta investigação, de caráter exploratório, foi realizada a partir da perspectiva dos membros envolvidos desta Igreja, que nos forneceram entrevistas outras informações.


Texto completo:

PDF


 

O periódico está cadastrado no Diadorim - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras, no Portal de Periódicos da ANPOCS - Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciências Sociais, no indexador internacional Journals For Free, no Livre e no Sumários.org.

       




CSOnline - Revista Eletrônica de Ciências Sociais da UFJF - ISSN 1981-2140 -