A MODERNIDADE EM SIMMEL E A LITERATURA DE FRANZ KAFKA: INDIVÍDUO VERSUS SOCIEDADE E SOCIEDADE VERSUS INDIVÍDUO

Henrique Almeida de Queiroz

Resumo


Este trabalho concentra-se na análise da relação entre o indivíduo e a sociedade no mundo moderno para ampliar a interpretação das obras de Franz Kafka da perspectiva burocrática para a moderna. Para tanto, utilizamos Simmel para percebermos as consequências do mundo moderno no embotamento das emoções da esfera subjetiva e a responsabilidade individual contra este movimento. Continuamos nossa pesquisa numa possível interpretação crítica sobre romances de Kafka, procurando semelhanças de análises entre o sociólogo selecionado e este romancista. Por último, mostramos que Kafka possui, em seus escritos, consciência das transformações de seu mundo e suas correlações e consequências para o indivíduo. Ela está presente no conjunto de suas obras o que, significativamente, trouxe ganho às interpretações tanto do romancista quanto do sociólogo, pois o primeiro propiciou uma interpretação "concreta" das teorias elaboradas por Simmel.

 

Palavras-chave: Indivíduo. Sociedade. Kafka. Simmel.


Texto completo:

PDF


 

O periódico está cadastrado no Diadorim - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras, no Portal de Periódicos da ANPOCS - Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciências Sociais, no indexador internacional Journals For Free, no Livre e no Sumários.org.

       




CSOnline - Revista Eletrônica de Ciências Sociais da UFJF - ISSN 1981-2140 -