O FEDERALISMO E A DESCENTRALIZAÇÃO: CORRELAÇÃO COM AS MANIFESTAÇÕES SOCIAIS

Oswaldo Alcanfor Ramos, Adriano Francisco de Oliveira

Resumo


O presente estudo faz correlações entre o modelo de Federalismo adotado pelo Brasil, com a impotência dos Estados e Municípios para responder às demandas das manifestações sociais ocorridas em junho de 2013. Objetiva-se por meio da pesquisa bibliográfica e documental, relacionar alguns aspectos referentes ao Federalismo Brasileiro com algumas manifestações sociais. Concluiu-se que os Municípios são reféns das decisões da União e que muitas dessas decisões estão distantes das reais necessidades locais. O modelo de federalismo adotado pelo Brasil possui falhas, sobretudo nas questões políticas nas quais estados e municípios são reféns das decisões da União, que, muitas vezes, estão distantes das reais necessidades locais e, por isso, mudanças se fazem necessárias.


Texto completo:

PDF


 

O periódico está cadastrado no Diadorim - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras, no Portal de Periódicos da ANPOCS - Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciências Sociais, no indexador internacional Journals For Free, no Livre e no Sumários.org.

       




CSOnline - Revista Eletrônica de Ciências Sociais da UFJF - ISSN 1981-2140 -