A CONQUISTA DA ADESÃO PELO TÍTULO JORNALÍSTICO: ESTUDO DE ALGUNS DOS CONCEITOS DE ARISTÓTELES, PERELMAN E TOULMIN APLICADOS EM MANCHETES DE REVISTAS

Leila da Cruz Gonçalves Herédia

Resumo


O ano anterior àquele que definiria o quinto presidente do período pós-redemocratização já se anunciava tenso. Apesar da alta popularidade, o petista Luiz Inácio Lula da Silva, pré-candidato à reeleição em 2005, enfrentou série de escândalos que atingiram seu governo. Três meses após o estopim da maior crise política do Governo Lula e um ano antes do início formal da campanha, o tema foi fartamente explorado pelos magazines de caráter informativo semanal, em agosto de 2005. O que este trabalho propõe é analisar as capas das três revistas semanais de maior circulação – Veja, IstoÉ e Época – a partir dos conceitos de Aristóteles, Toulmin e Perelman, sobre o pacote de argumentos. Os conceitos serão aplicados aos títulos pois, em definição simplista, cabem a eles a função de persuadir o auditório. Na análise comparativa, será testado o modelo de layout dos argumentos de Toulmin, em busca da compreensão dos recursos utilizados na sedução do leitor para adesão a determinado argumento.

Texto completo:

PDF


 

O periódico está cadastrado no Diadorim - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras, no Portal de Periódicos da ANPOCS - Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciências Sociais, no indexador internacional Journals For Free, no Livre e no Sumários.org.

       




CSOnline - Revista Eletrônica de Ciências Sociais da UFJF - ISSN 1981-2140 -